Posts in Pensamentos

As asas de Ícaro no digital

Esses dias estava conversando com meu amigo @thallys_severo sobre as asas de Ícaro e o ensinamento dessa história aplicado ao marketing (ou pra vida?)

Não vou me atentar aos detalhes do conto, mas apenas no que é importante.

Um pai e seu filho, Ícaro, estavam presos em um labirinto. Para fugir do lugar, criaram asas artificiais com penas de pássaros e mel de abelhas assim, conseguiriam voar dali. Seu pai, preocupado, alertou para que Ícaro não voasse próximo ao sol, pois o calor faria com que as asas se quebrassem em pleno voo. Fascinado com o astro, Ícaro foi em direção ao sol e acabou caindo no chão com as asas quebradas.

A grande pergunta é: quem nunca deu um passo maior que a perna?

Quando tomamos decisões estratégicas importantes dentro da operação de um negócio, precisamos ter cautela para avaliar se possuímos os recursos necessários para toda a operação.

Na verdade, não só em um negócio, mas na nossa vida. Quando vou viajar, gosto de planejar absolutamente tudo, para não ser pego desprevenido em outro país, falando outra língua e sem nenhum conhecido por perto.

Eu sempre bato na tecla do planejamento para tudo, pois assim conseguimos prever os cenários e crescer de forma segura, estratégica e pontual.

Essa semana quero falar sobre planejamento.

Como vou fazer isso? Vou falar de vários aspectos e aplicações de um bom planejamento, colocando em prática o pedido de usar slides para explicar alguns conteúdos.

Gostou do post? Acompanha que amanhã tem mais!

Nós precisamos falar sobre consumo.

A minha namorada é minha professora quando falamos sobre o assunto. Ela entende muito sobre como isso nos impacta, principalmente a indústria da moda, que é a área dela.

Nós vivemos em um sistema que nos faz consumir. A sensação de adquirir algo novo é boa, como se a gente sentisse uma injeção hormonal direto no nosso cérebro.

Na verdade, eu posso considerar a minha parcela de culpa nisso. Dentro da publicidade nós aprendemos sobre psicologia, comportamento do consumidor e persuasão, tudo isso pra influenciar a compra no subconsciente da gente.

O grande problema é quando esse poder de influenciar as opiniões sai do controle, é só observar a quantidade de lixo que é gerado pelas indústrias (sejam elas quais forem). Uma coisa que aprendi com a Lu (@lucianagpatricio) é a fazer a seguinte pergunta?

O que acontecem com as minhas roupas, depois que elas não servem para mais ninguém? Você já parou para pensar nisso? Tecido não some na natureza.

Pesquise sobre como isso chega na África, veja as fotos das montanhas e montanhas de roupas velhas em aterros sanitários.

O problema não é consumir. Nós gostamos disso. O problema é consumir demais.

Eu comecei a me questionar antes de comprar algo, se eu realmente precisava. Eu sei como isso tudo funciona, então posso usar pra tentar fazer algo a favor, correto?

Ninguém quer que você pare de consumir. Eu não quero, oras. É o meu trabalho!

Mas ninguém disse que precisa ser assim.

Uma carta aberta

Esse texto é uma carta aberta às pessoas que eu conheço e deixei de conhecer.

Sabe, faz tempo que eu queria conversar contigo. Como você tem passado?

Eu sei, a resposta é sempre “bem”, é o que eu uso também. Apesar de tudo que tem acontecido ao nosso redor, a gente sempre responde a mesma coisa. Eu não gosto de incomodar os outros com os meus problemas, te entendo.

Na verdade, tá tudo bem (de verdade) responder que está tudo bem. Ninguém é obrigado a contar os problemas para os outros, mas eu resolvi que precisava mudar algumas peças dentro da minha vida. To cuidando da alimentação e da minha saúde. Até a vontade de escrever voltou.

Comecei a me sentir estagnado nas últimas semanas e rodando por alguns sites de fotos encontrei essa placa de proibido estacionar. Será que é uma mensagem?

Não, é só uma foto em um site aleatório.
Espera! Aleatório? Aleatório é o resultado da loteria, não a minha interpretação em cima de uma foto!

Para e pensa comigo, você está aqui porque me conhece de alguma forma e desde que a gente se conhece, eu sempre gostei de falar e expor a minha opinião. Então cá estou, fugindo da multa.
Multa? Sim, a multa de estacionar. Estagnar. E mesmo assim, tá tudo bem (de novo) tomar essa multa. Todo mundo tem seu tempo

Confesso que demorou, mas eu precisava dar o primeiro passo, não é mesmo? Independente do que os outros vão pensar. Talvez até gostem!

Foram inúmeros clientes, jobs e projetos pra perceber que o meu maior ativo, sou eu mesmo.

Seja bem-vindo, sinta-se em casa (mas lembre-se que não está, não deixe estacionado), tire o sapato na porta.

Amanhã tem mais.